ECOARTIGOS


AMOR AS ÁRVORES! SERÁ?

Este texto foi redigido tendo em vista a passagem do dia 21 de setembro de 2009, “Dia da Árvore".
Algumas pessoas, entes, acontecimentos, são tão importantes para a população que não se pode esquecê-los. Para isso, são eleitas datas em sua homenagem, ocasiões em que seu significado é enaltecido. Dentre as datas comemorativas do nosso calendário, está o DIA DA ÁRVORE.
Se buscarmos em nossas recordações, desde nossa infância, de que forma vimos homenagens às árvores? Alguns citarão lembranças em forma de verso, de canto, de desenhos, de jograis com os colegas. Porém, não temos dúvidas, de que muitos lembrarão do tradicional plantio de uma árvore. Há uma imagem que nos chama muito a atenção: como se fosse uma espécie de rito obrigatório, na maioria das vezes, um político influente chama a imprensa, de preferência rodeado de criancinhas e, mesmo que nunca tenha nem plantado uma roseira, faz pose com uma muda de árvore na mão. Em seguida, coloca a muda num buraco raso, tapa com terra; depois vem o discurso, as palmas e está demonstrado o seu amor às árvores e pronto mais um compromisso com o meio ambiente. Ano após ano, vemos as mesmas notícias nessa data “comemorativa”, e, raramente, se faz uma reflexão aprofundada sobre o respeito e a proteção à árvore e à natureza como um todo.
Precisamos sair da paralisia conivente em que nos enclausuramos e questionarmos: o que essa figura que pousou para as fotos esteve fazendo de efetivo no último ano pelo meio ambiente?
E se pegássemos as fotos dos últimos anos e verificássemos se algumas das árvores plantadas estão vivas? Olhem que pesquisa interessante que daria!
Chega de demagogia! Plantar árvore é necessário, sem dúvida! Mas há também necessidade de regar, cuidar, deixá-la crescer. E também, e principalmente, é preciso deixar as árvores já existentes em pé! Usando um neologismo, daria para dizer: chega de arvorecídio!
E como antes falávamos em recordações, o que nós, enquanto cidadãos do Vale do Taquari, fizemos pelas árvores desde o último dia 21 de setembro? O que estamos vendo em nossos municípios? Infelizmente, não sabemos se por desprezo ou porque muitos não entendem o verdadeiro significado de uma árvore, pouco cuidado se tem com elas. Árvores urbanas são cortadas por motivos banais, por qualquer "transtorno" que venham a causar ao conforto das pessoas, ou até mesmo por questões paisagísticas. Enquanto isso, áreas verdes vêm sendo preferidas para loteamentos urbanos para oferecer ao cliente um ótimo playground particular e com a enganosa propaganda de "ecologicamente correto".
Cortam-se árvores sem dó e nem piedade com as mais variadas justificativas: Estava levantando a calçada, estava muito próxima dos fios, era preciso asfaltar as ruas... Mas será que, dentre os conhecimentos modernos em urbanismo, não há outras soluções que não cortar árvores?
Todavia, quando chega o calor, é irônico (para não dizer revoltante) ver aquelas pessoas que concordam com o corte de árvores, rodarem quadras e quadras com seus poluentes automóveis para buscar um estacionamento à sombra de uma árvore.
Vocês sabiam que um estudo realizado pela Universidade Nacional da Austrália concluiu que as árvores urbanas, por serem jovens, são mais eficazes no seqüestro de carbono? A arborização urbana servirá ao Governo australiano como parte de sua estratégia de enfrentamento das mudanças do clima.
Se por um lado existe ainda muito descaso com as árvores por parte de alguns segmentos de nossa sociedade, por outro, há muitas idéias boas sendo colocadas em ação, há políticos preocupados com as áreas verdes, há entidades sérias e pessoas de brio buscando a verdadeira proteção ao meio ambiente. Dentre elas, queremos destacar o Projeto Corredor Ecológico do Rio Taquari, o qual visa à preservação da mata ciliar e que tenta minimizar os danos causados aos recursos hídricos, além de garantir que a mata se mantenha como refúgio, contribuindo para a reprodução da fauna e da flora. Trata-se de uma iniciativa que está tendo ótimos resultados e que não ficou apenas no papel!
Assim, a ECOBÉ conclama a comunidade a REFLETIR NESTE DIA 21 DE SETEMBRO e, não só isso, desafia a população como um todo a AGIR para salvar as árvores existentes, impedir o corte egoísta e plantar mais árvores. Isso daria muito mais que uma boa foto!